Social Icons

Contato

Análise de documentos, retificação de documentos, busca de documentos, apostila Haia, montagem da sua árvore genealógica

contato@cidadaniaitaliana.net


Como Matricular-se em uma Universidade Italiana


A Itália possui mais de cem Universidades públicas, sendo que as particulares são uma percentagem mínima. Cada Universidade possui autonomia financeira e didática, oferecendo cursos diferentes na área de graduação (Laurea Triennale, Laurea a Ciclo Único e Laurea Specialistica) e de pós­-graduação (Masters, Corsi di Specializzazione e Dottorati di Ricerca), assinando convênios com universidades de outros países e disponibilizando vários programas de intercâmbio. Apesar de pública, a Universidade não é gratuita de forma absoluta, sendo exigido apenas o pagamento de uma taxa anual de matrícula, que é dividida em duas parcelas e que varia conforme a renda da família. A taxa mais alta é do curso de Medicina, a qual para famílias de alta renda chega a custar aproximadamente € 2.000,00 ao ano.

Leia Também, Site de Casamento Europeu:

http://www.cidadaniaitaliana.net/2010/12/sites-de-relacionamento-italiano.html



Os documentos exigidos ao estudante brasileiro ou italiano com formação escolar brasileira para se matricular nos cursos de graduação (Laurea Triennale e Laurea a Ciclo Único) são:

*
Diploma de segundo grau;
*
Declaração de aprovação na prova vestibular;
*
Histórico acadêmico, em que devem constar todas as disciplinas previstas para os primeiros dois semestres do curso e as relativas menções.

Observação importante: Os originais de todos os documentos citados acima, após a autenticação das assinaturas dos respectivos diretores escolares e acadêmicos em cartórios, devem ser traduzidos por tradutor juramentado. Os originais autenticados e acompanhados de tradução juramentada, deverão em seguida ser apresentados à Embaixada da Itália, competente para o Distrito federal, ou ao Consulado da Itália de competência territorial, que os legalizarão, devolvendo-os ao interessado após realizar as cópias conformes aos originais, as quais irão integrar a documentação de matrícula. Além disso, é indispensável que os documentos escolares originais apresentem o carimbo da respectiva Secretaria Estadual de Educação e que os documentos acadêmicos originais apresentem a indicação da portaria com a qual o Ministério da Educação da República Federativa do Brasil reconheceu o curso de graduação.

A exigência de ter cursado os dois primeiros semestres em qualquer faculdade, pública ou particular, independentemente de corresponderem ao curso de graduação italiano escolhido, é conseqüência do fato que o currículo escolar pré-universitário na Itália é de 13 anos, exigindo-se para o segundo grau 5 séries e não três, como acontece no sistema de ensino brasileiro. É importante lembrar que não è suficiente a simples matrícula nos dois semestres e sim, ter êxito em todas as matérias neles previstas.

Procedimento para matricular-se nos cursos de graduação
Após escolher o curso em uma das faculdades italianas o estudante brasileiro deverá dirigir-se à Embaixada da Itália, competente para o Distrito Federal, ou ao Consulado da Itália competente territorialmente para o lugar de seu domicílio, para apresentar o pedido de pré-matrícula. O período de entrega do pedido se dá, em regra, entre abril e maio de todo ano, sendo que o cronograma exato será consultável no portal eletrônico da Embaixada e do Ministério da Educação italiano MIUR (www.miur.it), em que serão disponibilizados também os formulários necessários.
Deverá ser preenchido o respectivo formulário de pré-matrícula em duas vias, anexando 2 fotografias 3 x 4. Além das fotografias o estudante anexará também os documentos de estudos exigidos.
Em regra até o final de junho a Embaixada da Itália ou o Consulado da Itália competente enviará o pedido para a universidade escolhida pelo interessado, a qual comunicará a admissão do estudante às provas de italiano e específicas até o final do mês de julho.
A partir daí o estudante poderá pedir o visto de estudo.
O aperfeiçoamento da matrícula fica subordinado, para a generalidade das faculdades, ao sucesso na prova de italiano marcada, em regra, para o início de setembro na sede da Universidade escolhida. Para a matrícula em algumas faculdades (por exemplo: Arquitetura; Laurea Specialistica in Odontoiatria e Protesi Dentaria; Laurea Specialistica in Medicina e Chirurgia; Laurea Specialistica in Medicina Veterinaria; Laurea in Professioni Sanitarie), o candidato deverá também superar uma prova específica, nos moldes de um vestibular.
Os resultados das provas são em regra comunicados dentro de 15 dias após sua realização. Superadas as provas os estudantes poderão aperfeiçoar definitivamente a matrícula, permanecendo na Itália. Do êxito das provas dependerá também a confirmação do visto de estudo.
Todo ano o edital que regula as matrículas é publicado nos portais eletrônicos da Embaixada e do Ministério da Educação italiano MIUR.




 
Blogger Templates